Isabelle Borges

Salvador, 1966

Biografia

Estuda Artes Plásticas e especialização na E.A.V. Parque Lage, Rio de Janeiro entre os anos 1989 e 1992, com professores como Beatriz Milhazes, Daniel Senise, e o teórico Charles Watson. Em 1994 passa a residir em Colônia e atua como assistente do renomado artista conceitual brasileiro Antônio Dias e da artista norte-americana Jack Ox. De 1995 a 1997 estuda na Academia de Düsseldorf com o Professor Christian Megert, um dos fundadores do grupo Zero, tendência que norteia o início de carreira da artista. A partir disso realizou vários projetos, dentre eles mostras coletivas na Galerie Eigen + Art , importante galeria no cenário de artes internacional. Hoje ela reside em Berlim.

Suas pinturas tomam como ponto de partida uma composição formal pura. Pelo fato de ter sempre tido contato com temas da matemática e da física por conta de seu pai e seus amigos, Isabelle Borges utiliza elementos como a Ciência em seu trabalho, explorando sistemas, estruturas encontradas na natureza e desenvolvendo a partir de fotos e muitos desenhos os espaços negativos e positivos, como também a colagem. Campos de cor são estudados fazendo com que o ritmo visual e a dinâmica tenham que ser completadas pelo espectador. Os campos presentes nas suas pinturas são organizados irregularmente e evoluem em rotação iniciando a busca da tridimensionalidade na pintura.

Isabelle Borges expos com inúmeros solos e mostras coletivas entre Brasil, Alemanha, Austrália e Estados Unidos. Dentre eles destacam-se o solo no Museu da República do Rio de Janeiro, 2000; o solo no Museu Brasileiro da Escultura (MUBE) 2013; e em 2015, a Colectiva Standard International: Post Spacial Surface #1 com curaduria de Rüdiger Lange, em Eröffnng, Alemanha; e a exposição no Castelo Sacrow, em Postdam, Alemanha, curada por Tereza de Arruda.

Seus trabalhos figuram em várias coleções particulares em Brasil, Alemanha e nos Estados Unidos.

 

Isabelle Borges

Capa