Eneide Sanches

,

Biografia

Iniciou estudos em artes na Escola de Arte da Bahia, aos 6 anos de idade. Cursou arquitetura, de 1980 a 1990 e simultaneamente cursou Belas Artes na Universidade Federal da Bahia. A partir de 1990 passa a pesquisar a estética africana e afro-brasileira. Inicia estudos de gravura em metal nas oficinas do Museu de Arte Moderna da Bahia de 1995 a 2000, expondo em 1992 a 2000 em Museus e Galerias de NY com ferramentas de uso litúrgico do candomblé Yorubá. Apresentou obras relacionadas ao tema do Transe que conduziram a experimentações em torno da gravura, transformando-as em objetos e instalações. Em 2007 recebeu o prêmio do XXIV Salão de Artes MAM Bahia e participou de residência na Holanda. A partir de 2011 reúne gravura e vídeo instalação através da série Transe – Deslocamento de Dimensões em colaboração com o fotógrafo e vídeo maker Tracy Collins (NY). Em 2013 tem seu trabalho publicado na revista nigeriana de Arte Contemporânea N/Paradoxa (Bisi Silva) com texto de Solange Farkas e expõe instalação Transe (video instalação) no Festival Internacional vídeo Brasil 2013 – SP. Foi indicada ao Premio Pipa 2014, mesmo ano em que foi selecionada para residência em arte no NAFASI Art Space em Dar Es Salaam, Tanzânia. Criadora e coordenadora geral da Mostra Circuito das Artes que reúne artistas da Bahia e Triangulações que articula artistas da Bahia, Brasília, Pernambuco, Pará, Alagoas, Goiás e Ceará.