Andre Cypriano

São Paulo, 1964

Biografia

André Cypriano é um fotógrafo brasileiro nascido em 1964, Piracicaba, São Paulo. Graduado em Administração pela FMU-SP, foi administrador do "Salva Mar" Save the Sea, uma organização brasileira dedicada a salvar baleias no norte do Brazil.

Entrou na fotografia em 1990, quando, um ano depois de mudar-se para os Estados Unidos, começou a estudar fotografia na City College of San Francisco, completando diversos projetos, os quais foram exibidos em diversos museus e galerias no Brasil, EUA e Europa.

Parte de um projeto a longo prazo, Cypriano começou a documentar estilos de vida e práticas tradicionais de sociedades menos cinhecidas, em partes remotas do mundo focando no que é único e incomum. Até agora, fotografou pessoas do Nias, uma ilha na costa norte de Sumatra ("Jumping Stones"), os cachorros de Bali ("Spiritual Quest") e a infame penitenciária de Candido Mendes, no Rio (Livro "O Caldeirão do Diabo"), a maior favela do Brazil, Rio (Livro "Rocinha"), assim como umas das mais importantes favelas do Rio de Janeiro e Caracas. Além disso, participou da fotografia de outros dois livros, sendo eles "Quilombas: Tradição e Cultura da Resistência" de Rafael Sanzio dos Anjos e "Capoeira: Luta, Dança e Jogo da Liberdade" de Rodrigo de Almeida e Letícia Pimenta. Seus projetos tem sido utilizados em projetos educacionais.

Conhecido por suas séries em preto e branco, um de seus projetos que explora a cor, iniciado em 1999 quando Cypriano conheceu as pedras do Feto e do Drago na Ilha Grande, Rio de Janeiro, é a série fotográfica que deu origem a exibição "Rocks of Imagination" com registros de 42 pedras em formatos diferentes.

Atualmente, André Cypriano trabalha como fotógrafo freelancer em Nova York e no Rio de Janeiro, continuamento a se envolver em atividades sociais e culturais.

Conquistas:

Primeiro lugar na bolsa do Departamento de Fotografia da San Francisco City College (Julho, 1992)
Prêmio World Image, pela Photo District News, Nova York (Dezembro, 1992)
Prêmio New Works, pela En Foco, Nova York (Julho, 1998)
Mother Jones International Fund, por Fotografia Documentária (Setembro, 1999)
Bolsa Vitae de Artes, em São Paulo (Janeiro, 2002)
Caracas Think Tank (Janeiro, 2003)
All Roads Photography Program, da National Geographic Society (Outubro, 2005)
 

Andre Cypriano

Capa